Última hora

Última hora

Bélgica: Separação entre valões e flamengos na região de Bruxelas

Em leitura:

Bélgica: Separação entre valões e flamengos na região de Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento belga pôs fim a uma controvérsia de longos anos entre flamengos e valões, que ameaçou paralisar o país.

Por uma larga maioria, os deputados aprovaram a separação entre Bruxelas e Hal e Vilvorde. Acaba assim a denominação BHV, que designava toda a região da capital belga.

Mas nem todos estão satisfeitos. O primeiro-ministro socialista, Elio Di Rupo, é dos poucos a exprimir publicamente o entusiasmo:

“Junto voltamos a dar confiança à população e às nossas empresas, juntos mudamos a Bélgica para construir um estado mais moderno e mais próximo dos cidadãos, uma Bélgica com um estado federal mais eficaz e regiões e comunidades mais fortes”.

Tanto a imprensa como a classe política belga temem que a pacificação seja a curto prazo. O principal partido flamengo, que tinha feito da separação a principal bandeira eleitoral, acabou por votar contra o texto e tem já novas reivindicações.

Para a imprensa, as normas decididas com este acordo são muito difíceis de pôr em prática e o debate das reformas institucionais e orçamentais com repartição pelas diferentes regiões anuncia-se particularmente duro.