Última hora

Última hora

Israel permite visita a prisioneiros

Em leitura:

Israel permite visita a prisioneiros

Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez em cinco anos, 40 palestinianos da Faixa de Gaza visitaram nesta segunda-feira familiares detidos em Israel.

A última visita permitida pelas autoridades israelitas foi em junho de 2007, data a partir da qual foram, logo depois, suspensas, até hoje.

O porta-voz da Cruz Vermelha Internacional que organiza estas visitas afirma trata-se de um primeiro passo que deve continuar para que as famílias exerçam plenamente os seus direitos”

Esta manhã, 40 detidos palestinianos puderam receber a visita das mães, dos amigos ou dos filhos.

“Ficamos tão felizes quando ouvimos os nossos nomes para a visita, mas houve outros que ficaram muito tristes porque não estavam na lista”.

Dos cerca de 5.000 palestinianos presos atualmente em Israel, 554 têm parentes na Faixa de Gaza.

De acordo com a legislação internacional humanitária, os detidos têm direito a receber visitas regulares de seus familiares, incondicionalmente.

A revogação das visitas foi uma das exigências da greve de fome, de 27 dias, mantida entre 1.500 e 2.600 reclusos de abril a maio deste ano.