Última hora

Última hora

Indústria automóvel: Um setor em crise na Europa

Em leitura:

Indústria automóvel: Um setor em crise na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

As vendas de automóveis na Europa sofreram em junho um novo recuo, pondo em evidência as sérias dificuldades que atingem o setor no Velho Continente.

Segundo a Associação de Construtores Automóveis Europeus (ACEA), em junho, na União Europeia as vendas de veículos novos caíram 2,8 por cento. É a menor em oito meses, mas na totalidade do primeiro semestre, o recuo ascende a 6,8%, ou seja, venderam-se menos de 6 milhões e 700 mil veículos.

As maiores quedas registam-se no sul da Europa, onde a crise e a austeridade tornaram o carro num luxo. Em Itália as vendas recuaram mais de 24% e na Grécia caíram mais de 43 por cento.

Já no Reino Unido e na Alemanha, estão em alta de dois a três por cento.

Poucas são as marcas com vendas positivas e, por isso, o recente anúncio de despedimentos no grupo francês PSA Peugeot-Citroên não deverá ser único. O setor, responsável por 12 milhões de empregos na Europa, tem excesso de produção e evoca abertamente a necessidade de uma reestruturação.

A euronews evocou as dificuldades do setor com Ivan Hodac, secretário-geral da ACEA, que diz que “ficaria surpreendido se não houvesse anúncios” semelhantes ao da PSA no futuro, “talvez mesmo num futuro próximo”.