Última hora

Última hora

Moscovo promete ajudar diplomacia sobre a crise síria

Em leitura:

Moscovo promete ajudar diplomacia sobre a crise síria

Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente russo declarou hoje que tudo fará para apoiar os esforços do mediador internacional, Kofi Annan, com vista à uma regularização pacífica da situação na Síria.
 
Um discurso mantido no início de um encontro com o enviado especial da ONU para a Síria. O dirigente russo lamentou ser obrigado a “restabelecer relações com Annan por um motivo tão trágico: a situação na Síria e afirmou que desde o início apoia todos os esforços para o restabelecimento da paz”. 

Kofi Annan considerou que “a situação na Síria se encontra num momento fulcral e de viragem”.  
 
Moscovo considera este plano a única via de solução do problema, frisando que não apoiará resoluções do Conselho de Segurança da ONU que prevejam sanções económicas contra o regime de Bashar al-Assad.  

O Irão, próximo de Damasco lançou publicamente a proposta de sentar todas as parte à mesa da negociações para resolver este conflito. 

A oposição síria acusa as autoridades iranianas de de apoiar, militar e financeiramente, o regime de Assad e esta proposta foi de imediato recusada.