Fechar
Login
Por favor, introduza os seus dados de login

Skip to main content

|

A queda do preço do leite na União Europeia continua a dividir os estados-membros. Portugal está ao lado da Polónia e Estónia, países que pediram medidas de apoio durante a reunião dos ministros da agricultura e pescas, em Bruxelas.

Reino Unido, Alemanha e Luxemburgo foram alguns dos países que se mostraram contra a introdução de medidas de correção dos preços.

A Comissão Europeia diz que o aumento da oferta de leite a nível global levou a quebra do rendimento dos produtores europeus, mas que a situação está longe da crise de 2009. Admite, contudo, rever os dados em Setembro.

“Vamos continuar a acompanhar de muito perto a evolução do mercado nas próximas semanas. Disse ao conselho que apresentarei mais tarde uma análise da situação e, se necessário, poderão ser avaliadas medidas para responder eficazmente à situação”, disse o comissário europeu da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Dacian Cilos.

No que à pesca diz respeito, os 27 mostraram-se preocupados com a sobrexploração da cavala.

Países não comunitários como a Islândia, e também as ilhas Faroé (pertencentes à Dinamarca, mas soberanas neste tipo de recursos), são acusadas de porem em risco os stocks e de travarem um acordo de gestão sutentável.

O Parlamento Europeu deverá adotar, em Setembro, legislação que permitirá aprovar sanções contra países extra-comunitários nesta matéria, tais como restrição de importações e de acesso aos portos da UE.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
|