Última hora

Última hora

Aprender navegando

Em leitura:

Aprender navegando

Tamanho do texto Aa Aa

Bangladesh: Escolas flutuantes

No Bangladesh, as alterações climáticas e as inundações contribuem para o aumento da taxa de abandono escolar. Para inverter esta tendência, uma iniciativa local está a converter barcos tradicionais em escolas flutuantes de forma a assegurar uma educação aos mais desfavorecidos.

O Bangladesh é um dos países do mundo com maior densidade populacional, onde muitas pessoas sobrevivem com menos de dois dólares por dia.

A educação continua a ser um sonho para muitas crianças, principalmente entre o sexo feminino.

Apesar dos inscritos superarem a barreira dos 90%, por causa das monções, a taxa de abandono escolar no ensino primário ronda os 45%.

Para inverter a tendência, os barcos tradicionais estão a converter-se em escolas. A iniciativa é da organização sem fins lucrativos Shidhulai Swanirvar Sangstha.

shidhulai

Dinamarca: Com o vento a favor

Uma expedição num barco à vela pode ser uma experiência catártica para jovens problemáticos. Um projeto financiado pelo estado belga permite que jovens delinquentes aprendam regras, através do trabalho coletivo com profissionais do setor náutico. Uma forma de repensar os problemas e de reconstruir a identidade própria.

O Vent Debout parte do canal Kiel, Rendsburg, na Alemanha, com quatro adolescentes e dois adultos a bordo. Ao longo de 26 dias, vão partilhar tarefas e aprender como trabalhar em equipa. Uma oportunidade de mudar de ambiente e quebrar rotinas.

Os adolescentes têm de passar um período experimental antes do embarque de forma a perceber se se encaixam bem no grupo. Apenas 40% dos candidatos são selecionados. Estão conscientes de que é uma longa viagem e que terão de passar muito tempo juntos. Por isso é importante que tenham um bom relacionamento.

http://www.aidealajeunesse.cfwb.be/fileadmin/sites/ajss/dossiers/report13/cadre.htm

India: “Peace Boat”

O Japão ainda exibe as feridas dos bombardeamentos sofridos no final da Segunda Guerra Mundial. Uma organização não-governamental promove a paz através de viagens pelo mundo. O “Barco da Paz” oferece atividades educativas baseadas no diálogo, despertando consciências e encorajando mudanças sociais e políticas positivas.

Criado em 1983, o “Barco da Paz” é uma organização não governamental, sedeada no Japão, com o objetivo de promover a mensagem da paz no mundo.

Desenvolve as principais atividades numa embarcação que viaja pelo mundo. Percorreu 45 países em 75 viagens.

Peace Boat