Última hora

Última hora

Atentado na Bulgária: Israel aponta dedo ao Irão

Em leitura:

Atentado na Bulgária: Israel aponta dedo ao Irão

Tamanho do texto Aa Aa

De Telavive, Washington, Paris ou Madrid, não tardaram as reações de condenação contra o atentado perpetrado contra turistas israelitas na Bulgária.

Os sobreviventes e testemunhas descrevem a tragédia na primeira pessoa:

“Estava no autocarro e quis fumar, por isso saí para fora e foi quando, não só ouvi, como vi a explosão.”

“Vi carros com os vidros partidos e sangue por todo o lado, mesmo nos táxis que estavam estacionados junto aos autocarros. Pouco depois, vi também outro autocarro que pegou fogo.”

O presidente norte-americano prometeu ajudar a levar os responsáveis perante a Justiça. O primeiro-ministro israelita apontou o dedo ao Irão. Já o ministro da Defesa Ehud Barak, disse que se trata “claramente de um ataque terrorista iniciado pelo Hezbollah, pelo Hamas, pela Jihad Islâmica ou por outro grupo terrorista, patrocinado pelo Irão ou por outros grupos radicais muçulmanos”.