Última hora

Última hora

Espanha: Crédito malparado atinge quase 9%

Em leitura:

Espanha: Crédito malparado atinge quase 9%

Tamanho do texto Aa Aa

O crédito malparado em Espanha atingiu em maio o valor mais elevado desde abril de 1994. Atingiu os 8,95 por cento, superando os 155 mil milhões de euros, segundo o Banco de Espanha.

Com o país em recessão e um desemprego recorde, os bancos concedem cada vez menos crédito. Os empréstimos estão em queda tal como os depósitos. Já em alta está a fuga de capitais de Espanha.

As dúvidas sobre a solidez do sistema bancário obrigaram Madrid a pedir ajuda para salvar os bancos, a começar pelo Bankia, mas talvez nem todos sobrevivam.

“Os bancos não viáveis serão liquidados de forma ordenada”, diz agora o novo governador do Banco de Espanha. Luis Maria Linde acrescenta: “É algo que já foi feito com outras entidades durante esta crise, foi o caso da Caja Castilla-La Mancha, Cajasur, Caja de Ahorros del Mediterraneo e Unnim”.

Até agora o governo sempre negou a intenção de fechar mais bancos, mas está dependente da luz verde da Comissão Europeia aos planos de recapitalização dos bancos, para os quais Espanha pediu até cem mil milhões de euros à Europa.