Última hora

Última hora

Kadima rompe com governo de Netanyahu

Em leitura:

Kadima rompe com governo de Netanyahu

Tamanho do texto Aa Aa

Israel deu mais um passo em direção à crise política, com o partido mais representado a nível parlamentar a decidir deixar o governo.

O até agora vice-primeiro-ministro Shaul Mofaz, líder do partido Kadima, anunciou que deixava o executivo liderado por Benjamin Netanyahu, que acusa de estar demasiado próximo dos ultraortodoxos.

O Kadima, que tem 28 deputados, passa a ser a maior força da oposição: “O público não vai ser o único a julgar Benjamin Netanyahu. A história também vai e a história não é dócil para com aqueles que podiam ter feito tudo e escolheram não fazer nada”, disse o agora líder da oposição.

O governo continua a ter a maioria no parlamento. A coligação é encabeçada pelo partido Likud, de Netanyahu, e conta também com outras formações, incluindo quatro movimentos ultraortodoxos e nacionalistas.

A principal causa para a rutura foi o projeto de lei, feito pelo Kadima, que pretendia alargar o serviço militar obrigatório, ou em alternativa o serviço cívico, a todos os israelitas, incluindo os judeus ortodoxos e a minoria árabe, duas comunidades até agora isentas.