Última hora

Última hora

Lei aperta o controlo sobre ONG na Rússia

Em leitura:

Lei aperta o controlo sobre ONG na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

As Organizações não-governamentais a trabalhar na Rússia têm agora a vida mais difícil.

O Senado russo aprovou uma lei, que tinha já sido votada pela Duma, que aumenta o controlo sobre as organizações financiadas pelo estrangeiro.

A lei foi aprovada com uma grande rapidez, o que fez aumentar as críticas.

O deputado Alexandre Petrov é autor do projeto: “Para as organizações que já preparam relatórios internos, não muda nada. A única obrigação é prestar contas aos órgãos autorizados pelo governo e publicar essas contas”.

As organizações com atividades políticas têm agora de se registar como “agentes estrangeiros”, uma expressão que faz lembrar, a muitos, os tempos da Guerra Fria. As ONG são ainda obrigadas a apresentar relatórios trimestrais.

Elena Gerasimova dirige o Centro de Direitos Sociais e do Trabalho: “Nós pedimos doações e a maioria das respostas vem do Ocidente. Apesar de muitos pedidos à Rússia, quase não temos contactos e nunca conseguimos deles o dinheiro que nos permitiria apoiar o nosso trabalho e os nossos projetos”.

Antes das eleições presidenciais ganhas por Vladimir Putin, uma outra lei deu que falar, ao introduzir multas pesadas aos organizadores de manifestações não autorizadas, o que tornou quase impossível a realização de protestos contra o poder instalado.