Última hora

Última hora

Ben Ali condenado a nova pena de prisão perpétua

Em leitura:

Ben Ali condenado a nova pena de prisão perpétua

Tamanho do texto Aa Aa

O ex-presidente da Tunísia, Ben Ali, foi condenado à revelia a uma nova pena de prisão perpétua.

Refugiado na Arábia Saudita, o antigo chefe de Estado foi considerado pelo tribunal militar de Tunes culpado de cumplicidade nos homicídios de 43 manifestantes durante a revolta popular que acabou por o derrubar, em Janeiro de 2011.

Para além de Ben Ali, foram julgados 42 outros responsáveis do antigo regime. Dez foram absolvidos e os restantes receberam penas de 5 a 20 anos de prisão, nomeadamente o general Ali Seriati, antigo chefe da segurança presidencial, e o ex-ministro do Interior Rafik Belhaj Kacem.

As famílias das vítimas reagiram com cólera aos vereditos, considerados demasiado clementes.

O presidente deposto já tinha sido condenado a uma pena de prisão perpétua em Junho, pelo tribunal militar de Kef, no Oeste do país, também pelo papel na morte de manifestantes.