Última hora

Última hora

Turistas israelitas chegaram a casa

Em leitura:

Turistas israelitas chegaram a casa

Tamanho do texto Aa Aa

Dor e desolação no aeroporto de Beb Gurion em Israel. Um grupo de 29 pessoas feridas ontem no atentado suicida da cidade búlgara de Burgas já se encontra em casa.

Dezenas de familiares foram recebê-los no aeroporto entre lágrimas e abraços, ainda em estado de choque.

Esta mulher veio de Varna, na Bulgária e diz que foi muito desagradavel ter de voar no mesmo dia do ataque. “Não tivemos escolha e ninguém quer saber da realidade em que nos encontramos, isto também pode acontecer aqui, também podem usar autocarros para explodirem aqui”.

“Temos medo que isto se repita. Devia haver mais controlo por parte das autoridades búlgaras, mais pessoal, mais segurança. Espero que possamos sentir segurança”.

“É muito triste saber que eles se movimentam para nos matar. Os israelitas de todo o mundo deverão sentir medo? Não, nós continuaremos a viajar por todo o lado, por todo o mundo”.

A bordo do avião viajam médicos militares e voluntários para atender às vítimas do atentado que matou sete turistas israelitas, o condutor do autocarro, de nacionalidade búlgara, e o terrorista suicida.

Continuam em hospitais da Bulgária apenas três dos feridos, um em Burgas e dois em Sófia, com queimaduras e traumatismos de vários graus.

Nenhuma organização terrorista assumiu a autoria do atentado, embora o Governo de Israel tenha responsabilizado o Irão pelo ataque.