Última hora

Última hora

Ramadão: um mês sagrado sem comer nem beber

Em leitura:

Ramadão: um mês sagrado sem comer nem beber

Tamanho do texto Aa Aa

Na maioria dos países muçulmanos, o Ramadão teve início esta sexta-feira. Durante o nono mês do calendário islâmico, os fiéis abstém-se de comer, beber, fumar e de ter relações sexuais entre o nascer e o pôr do sol.

Mas após o sol-posto, a noite é de festa. E estima-se que, durante o mês do Ramadão, a venda de comida aumente cerca de 30 por cento.

Num mercado de Jacarta, na Indonésia – o maior país muçulmano do mundo -, as tâmaras são incontornáveis, como explica Jeki Munawar, um vendedor: “Durante o mês do Ramadão, as tâmaras vendem-se muito bem, seja para oferecer, seja para quebrar o jejum.”

O início do Ramadão ocorre após a nona lua nova do ano muçulmano, assim que o satélite da terra comece a ser visível a olho nu. Por essa razão, nalguns países, começou esta sexta-feira e noutros só será respeitado a partir de sábado.

Da mesma fora, a festa do Aid El-Fitr, que marca o fim do mês do jejum, deverá ocorrer a 17 ou 18 de agosto, dependendo dos países.

O respeito do Ramadão é um dos cinco pilares do islão. E nesta primeira sexta-feira do mês sagrado, os fiéis acorrem ainda com mais fervor às mesquitas.