Última hora

Última hora

Milhares de egípcios dizem último adeus a Omar Suleiman

Em leitura:

Milhares de egípcios dizem último adeus a Omar Suleiman

Tamanho do texto Aa Aa

Num último adeus a Omar Suleiman, alguns egípcios conseguiram tocar na bandeira militar que cobria o caixão do ex-candidato presidencial.

Foi na mesquita de Al-Rachdan, no Cairo, que decorreu a cerimónia fúnebre.

Enquanto milhares de egípcios vieram assistir ao funeral do antigo vice-presidente de Hosni Mubarak, o atual presidente, Mohamed Morsi, enviou um representante.

Durante a marcha fúnebre, os apoiantes de Suleiman gritaram ‘slogans’ hostis a Morsi e à Irmandade Muçulmana. Suleiman era um inimigo declarado dos islamitas e visto como um próximo de Mubarak. Para além de seu vice-presidente, fora também o chefe dos serviços de informação.

Candidato às eleições presidenciais, foi afastado da corrida após a primeira volta, por não ter obtido o apoio de 15 províncias, como estipula a lei.

Era um amigo dos Estados Unidos e foi aí que faleceu, na passada quinta-feira, aparentemente devido a uma crise cardíaca enquanto era sujeito a exames médicos.