Última hora

Última hora

Tribunal Internacional ordena julgamento de ex-ditador do Chade

Em leitura:

Tribunal Internacional ordena julgamento de ex-ditador do Chade

Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Internacional de Justiça (TIJ), com sede em Haia, ordenou às autoridades do Senegal que julguem o antigo presidente do Chade, Hissène Habré, ou então que o extraditem para a Bélgica, país que primeiro pediu o mandado de captura.

O antigo ditador, a quem chamavam o “Pinochet de África”, foi deposto em 1990 e está em prisão domiciliária no Senegal, país para onde fugiu, desde 2005.

A justiça senegalesa tem dito, até agora, que não está habilitada para julgar Habré, mas vai agora criar um tribunal especial.

Leslie Haskell, da Human Rights Watch, tem acompanhado o processo: “As autoridades do Senegal e da União Africana começaram discussões em Dacar sobre a criação de um tribunal especial para julgar Habré. Esta decisão acontece numa altura muito interessante e marca um ponto de viragem no caso”.

A vontade de julgar Habré foi já demonstrada pelo novo presidente do Senegal, Macky Sall, que chegou ao poder em março.

Hissène Habré é acusado de ser responsável por dezenas de milhares de mortos, em ataques contra opositores políticos e massacres dirigidos contra certas etnias do Chade.