Última hora

Última hora

Espanha: Terminou em Madrid sem incidentes a marcha dos desempregados

Em leitura:

Espanha: Terminou em Madrid sem incidentes a marcha dos desempregados

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de desempregados espanhóis, vindos de várias regiões do país, concluíram sábado à noite em Madrid o seu protesto, que decorreu sem incidentes.

Na sexta-feira, o governo espanhol admitiu que a recessão vai continuar até 2013, tendo revisto em alta a previsão da taxa de desemprego, que se deverá fixar nos 24,6 por cento.

“Com estas leis o desemprego não baixa. Todos vemos que está a aumentar”, disse uma manifestante.

“Houve algumas manifestações convocadas pelos sindicatos e há quem não esteja de acordo. Esta manifestação serviu também para catalisar um pouco o que se passa. Como podem ver,
há muito menos cartazes dos sindicatos. Este é um movimento de base. A realidade é essa”, afirmou um outro.

“Quero que tudo o que foi negociado na Europa seja negociado aqui entre todas as comunidades e todos os políticos e que depois se vá à Europa dizer o que querem os espanhóis e que não nos imponham as coisas”, sublinhou outra das manifestantes.

Na manifestação participaram três mil pessoas, segundo fontes policiais, e cinco mil, de acordo com os organizadores dos protestos.

Ao longo da marcha ouviram-se palavras de ordem e assobios, que se intensificaram à passagem por sedes de bancos ou por edifícios oficiais, como a Câmara Municipal de Madrid ou o Ministério da Educação.