Última hora

Última hora

Noruega recorda vítimas dos ataques de Oslo e Utoya

Em leitura:

Noruega recorda vítimas dos ataques de Oslo e Utoya

Tamanho do texto Aa Aa

A Noruega recorda hoje o pior atentado a abalar o país, um ano após a morte de 77 pessoas nos ataques de Oslo e da ilha de Utoya.

O primeiro-ministro e os monarcas noruegueses, acompanhados da primeira-ministra dinamarquesa, assistiram hoje na capital a uma cerimónia religiosa em homenagem às vítimas, na catedral de Oslo.

Ao início da manhã, numa cerimónia sem jornalistas, os familiares deslocaram-se à ilha de Utoya para depositar uma coroa de flores.

Ao longo do dia estão previstos vários eventos para recordar o massacre protagonizado por Anders Breivik com um atentado bombista na capital e um ataque contra um encontro da juventude trabalhista na pequena ilha norueguesa.

A jornada deverá terminar com um concerto na capital no qual deverá participar o cantor norte-americano Bruce Springsteen, ao lado de vários artistas nacionais.

Um ano após o massacre, a Noruega espera agora conhecer a sentença contra Breivik no final do mês depois do jovem atirador ter sido julgado por terrorismo.

Nas próximas semanas, uma comissão do governo deverá igualmente apresentar as conclusões de uma reflexão sobre a forma de inverter a violência de extrema-direita no país.

O primeiro-ministro trabalhista Jens Stoltenberg afirmou hoje que “Breivik fracassou, o povo venceu” depois de ter prometido “mais democracia e mais abertura”, nas horas que se seguiram ao atentado de há um ano.