Última hora

Última hora

Ida Knudsen: "Tornei-me adulta em uma hora"

Em leitura:

Ida Knudsen: "Tornei-me adulta em uma hora"

Tamanho do texto Aa Aa

Ida Sandvik Knudsen é uma das sobreviventes do massacre de Utøya, na Noruega.

A militante do Partido Trabalhista diz que a tragédia tornou-a “adulta em uma hora”.

“Com a experiência em Utøya aprendi muito sobre tolerância. As pessoas têm diferentes culturas e religiões. Isso é muito importante porque não temos de ser todos iguais.”

A tragédia culminou com a morte de 77 pessoas. Anders Behring Breivik, o autor dos ataques, alegou tentar proteger a Noruega da “Invasão Muçulmana.”

Recordando os acontecimentos, Ida Sandvik Knudsen diz que não deveriam existir escolas para chineses ou muçulmanos, defendendo espaços mistos.

A jovem militante de 19 anos foi uma das participantes do seminário europeu sobre Tolerância Religiosa, apoiado pelo programa “Juventude em Ação”.

O evento reuniu, durante dez dias em Berlim, 35 jovens de sete países.

“Este programa pode fazer toda a diferença, ainda que sejamos apenas 35 partipantes, podemos aprender muito com as outras culturas”, refere Ida Sandvik Knudsen.

(Vídeo da entrevista em inglês)