Última hora

Última hora

Itália: Tribunal encerra parcialmente siderúrgica ILVA por excesso de poluição

Em leitura:

Itália: Tribunal encerra parcialmente siderúrgica ILVA por excesso de poluição

Tamanho do texto Aa Aa

Oito administradores da siderúrgica Ilva, no sul da Itália, foram detidos e parte da fábrica foi encerrada por causa dos níveis de poluição muito elevados provocados pela unidade.

A empresa de transformação de aço está instalada há mais de 50 anos em Taranto, cidade que já foi considerada a mais poluída da Europa.

A decisão do tribunal é justificada pela elevada concentração de dioxinas. Estudos independentes garantem que só esta unidade produz 92% das dioxinas produzidas em Itália. Além disso, há dados que mostram um aumento anormal de casos de cancro e doenças respiratórias e cardiovasculares na região de Taranto.

Se a fábrica encerrar totalmente desaparecem 12 mil postos de trabalho diretos, mais 8 mil indiretos.
Por isso, os funcionários da Ilva avançaram com um protesto nas ruas da cidade exigindo o retomar da produção.

Mas as autoridades e o governo estão mesmo empenhados pôr fim à poluição desta fábrica: o executivo já chegou a acordo com as autoridades locais para avançar com a limpeza urgente da região e para concretizar este plano vão ser gastos 336 milhões de euros.