Última hora

Última hora

Espanha tem 5,7 milhões de desempregados

Em leitura:

Espanha tem 5,7 milhões de desempregados

Tamanho do texto Aa Aa

Cinco milhões e 700 mil espanhóis estão sem emprego. Desde 1976 e o fim da ditadura que Espanha não tinha tantos desempregados. A taxa atingiu, no segundo trimestre, 24,6% e deverá continuar a subir.

A recessão vai prolongar-se, segundo o FMI, e a confiança dos consumidores está em queda. Para recuperar credibilidade no mercado, o governo Rajoy impôs duras medidas de austeridade e reformas impopulares. Mas a agitação abala o país e, esta sexta-feira, foi a vez do protesto dos taxistas.

Segundo a imprensa, o ministro espanhol da Economia terá evocado em Berlim um pedido de resgate de 300 mil milhões de euros. Mas a vice-presidente do governo, Soraya Saenz de Santamaria, apressou-se a desmentir: “Não haverá um resgate. Não é uma opção. Estamos a trabalhar na implementação completa das resoluções e medidas adotadas na cimeira europeia e que vão tornar a zona euro mais estável”.

As palavras do presidente do BCE, Mario Draghi, aliviaram a pressão mas as taxas das obrigações espanholas continuam elevadas. Sem a intervenção europeia, Madrid terá dificuldades em financiar os 50 mil milhões de euros que precisa ainda este ano.