Última hora

Última hora

Mais bairros de Alepo debaixo de fogo

Em leitura:

Mais bairros de Alepo debaixo de fogo

Tamanho do texto Aa Aa

Tanques e helicópteros voltaram a bombardear vários bairros na parte oeste de Alepo, numa ofensiva considerada como o prelúdio de um ataque em larga escala contra os rebeldes.

Al-Fardos e Saladin são dois dos locais onde as tropas fiéis ao regime sírio têm intensificado as investidas com artilharia pesada. Só na passada quinta-feira, registaram-se mais de 160 mortos, metade dos quais civis.

A Alepo, a capital económica do país, com 2,5 milhões de habitantes, chegam cada vez mais reforços militares e cada vez mais pessoas fogem da cidade. O cerco foi levantado no passado dia 20 e, para muitos, representa a frente de batalha decisiva no conflito entre insurgentes e o poder de Bashar al-Assad.

Os Estados Unidos falam sobre a iminência de um massacre, ao mesmo tempo que dinamizam o apoio à oposição síria, o que, para já, significa fornecer material de assistência médica e aparelhos de comunicação.

Damasco assegura que não hesitará em utilizar armamento químico em caso de intervenção militar externa.