Última hora

Última hora

Síria: Ban Ki-moon preocupado com o arsenal químico sírio

Em leitura:

Síria: Ban Ki-moon preocupado com o arsenal químico sírio

Tamanho do texto Aa Aa

Na Síria a concentração de forças do exército regular e dos rebeldes na cidade de Alepo, fazem temer um iminente confronto entre ambas as partes que poderá culminar com um massacre de civis.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que está “vivamente preocupado com a violência em Alepo” e exortou “o governo sírio a acabar com a ofensiva”.

“Fico profundamente preocupado com todos os relatórios sobre a possível utilização de armas químicas. Insisto, mais uma vez e reitero a minha insistência, que as autoridades sírias afirmem categoricamente que não utilizarão armas químicas ou outras armas de destruição maciça em nenhuma circunstância. Insisto veementemente”, afirmou.

Entretanto, em Genebra o porta-voz do Alto Comissariado dos Direitos Humanos para as Nações Unidas alertou também para outra situação que se vive na Síria.

“A Alta Comissária está convicta que com base nas provas recolhidas junto de várias fontes credíveis crimes contra a humanidade e crimes de foram e continuam a ser cometidos na Síria”, afirmou Rupert Colville.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos divulgou que os combatentes da oposição capturaram na província de Idleb militares do exército regular, incluindo 14 oficiais.