Última hora

Última hora

Governo e rebeldes cantam vitória em Alepo

Em leitura:

Governo e rebeldes cantam vitória em Alepo

Tamanho do texto Aa Aa

Na Síria, tanto as forças do governo como os rebeldes clamam vitória na batalha de Alepo.

A segunda maior cidade do país viveu um fim de semana sangrento, um dos mais violentos episódios da guerra que dura há há 16 meses.

O exército regular diz que conseguiu retomar as zonas da cidade ocupadas pelos rebeldes, enquanto as forças da oposição afirmam que conseguiram contrariar a ofensiva das tropas.

Os rebeldes divulgaram imagens de vários tanques inimigos destruídos ou capturados. O bairro de Salahedine, até agora controlado pelos rebeldes, é o principal palco dos confrontos.

As tropas opositoras divulgaram também uma entrevista com uma mulher, de nacionalidade canadiana, que se juntou à rebelião: “Sou civil. Sou engenheira civil, estudei engenharia petroquímica em França, tenho a minha empresa no Canadá, tenho uma carreira, sou casada e tenho dois filhos. Quando a revolução começou, com certeza que isso provocou muitas emoções em mim”, diz Thwaiba Kanafani.

O aumento da violência está a provocar um êxodo sem precedentes. Só no fim de semana, estima-se que 200.000 pessoas tenham deixado a região de Alepo.

A Jordânia abriu o primeiro campo de refugiados permanente, junto à fronteira, para acolher os milhares de sírios que chegam todos os dias.