Última hora

Última hora

Pão mata fome em Alepo

Em leitura:

Pão mata fome em Alepo

Tamanho do texto Aa Aa

As filas para conseguir pão perdem-se de vista em Alepo. Encontrar comida nesta cidade síria é cada vez mais difícil.

A oposição diz que a culpa é das forças governamentais que estão a impedir a entrada de produtos alimentares.

É com a farinha que tinham em stock que os donos de uma padaria matam a fome de uma parte da população.

“Felizmente estamos a receber ajuda destas pessoas e é aqui que conseguimos pão.” afirma um homem

Comida, água potável, cobertores e medicamentos. De acordo com as Nações Unidas em Alepo falta praticamente tudo.

Nos hospitais, os médicos não têm mãos a medir:

“Recebemos diariamente entre 30 a 50 feridos, isto sem contar com os que morrem. Há três dias, depois de um bombardeamento deram entrada no hospital 30 civis com ferimentos e 20 cadáveres, tão desfigurados, que não conseguimos identificá-los” refere um médico.

Os profissionais de saúde fazem o que podem para dar resposta às solicitações, mas a falta de eletricidade nos hospitais está a limitar a ação do pessoal médico.