Última hora

Última hora

Para Romney, "Jerusalém é a capital de Israel"

Em leitura:

Para Romney, "Jerusalém é a capital de Israel"

Tamanho do texto Aa Aa

A visita de Mitt Romney a Jerusalém ficou marcada pelas declarações sobre o Irão e também por uma frase controversa. Onde uns vêm uma enorme gaffe, outros apontam uma tomada de posição deliberada.

Depois de afirmar que têm de ser tomadas “todas as medidas possíveis” para evitar que Teerão crie um arsenal nuclear, o candidato republicano às eleições presidenciais americanas disse-se “particularmente tocado por estar em Jerusalém, a capital de Israel.”

Já Barack Obama tinha afirmado o mesmo antes do escrutínio de 2008, retificando posteriormente o propósito como uma questão sujeita a negociações. Por isso, o secretário-geral da Organização para a Libertação da Palestina, Yasser Abed Rabbo, salienta já estar habituado “a posições irresponsáveis, por parte dos políticos americanos, que, para conquistar votos, deixam de lado o direito e a justiça.”

A parte oriental de Jerusalém é disputada como capital desde a ocupação israelita em 1967. É na cidade de Telavive que se concentram quase todas as representações diplomáticas internacionais.