Última hora

Última hora

Bélgica: Ex-mulher de Marc Dutroux entra para um convento

Em leitura:

Bélgica: Ex-mulher de Marc Dutroux entra para um convento

Tamanho do texto Aa Aa

Michelle Martin, a ex-mulher de Marc Dutroux, pedófilo e assassino belga, vai ser libertada para entrar num convento depois de ter cumprido mais de metade da pena de trinta anos de cadeia.

O tribunal de Mons autorizou a entrada da reclusa no convento das irmãs clarissas em Malonne, perto de Namur, no sul do país.

“Para a senhora Martin nada está esquecido. Como ela própria diz, a culpa persegui-la-á até ao túmulo e não pode mudar o que foi feito. A única coisa que ainda pode fazer é redimir-se”, disse o advogado de Michelle Martin.

Michelle Martin, que se divorciou em 2003, foi considerada culpada por envolvimento no sequestro das jovens vítimas do então marido, Marc Dutroux, e de ter deixado morrer de fome Julie Lejeune e Melissa Russo, ambas de oito anos de idade, numa casa de Marcinelle, perto de Charleroi, na Bélgica.

A abadessa Christinne, das irmãs clarissas de Malonne, confirmou que o convento está prestes a acolher a ex-mulher de Marc Dutroux.
Michelle Martin, de 52 anos, está presa desde 1996.