Última hora

Última hora

EUA: 12 anos de prisão para mulher que raptou bebé e a criou durante 23 anos

Em leitura:

EUA: 12 anos de prisão para mulher que raptou bebé e a criou durante 23 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal de Nova Iorque condenou a 12 anos de prisão uma mulher que raptou uma bebé de três semanas e a educou como sua própria filha durante 23 anos.

Ann Pettway, de 50 anos, exprimiu remorsos numa breve declaração antes da leitura da sentença.

Mas para os pais que, até há pouco tempo, desconheciam o destino de Carlina White, o veredicto é insuficiente. Carl White explica que foi privado de “levar a filha à escola, vê-la apanhar um autocarro ou celebrar festas de aniversário com ela”. O pai de Carlina diz que pretendia “uma pena de 23 anos”, acrescentando que não tem “qualquer simpatia por Ann Pettway” e que “não está feliz” por lhe terem dado 12 anos, mas pelo menos “ela cumprirá algum tempo”.

Pettway sofria de problemas mentais quando, em 1987, se disfarçou de enfermeira e raptou Carlina do hospital de Harlem. Carlina começou a suspeitar da “falsa mãe” quando não conseguiu obter um certificado de nascença. A confirmação veio quando recorreu ao Centro norte-americano de crianças desaparecidas, que identificou os verdadeiros pais graças a testes de ADN.