Última hora

Em leitura:

França começa retirada do Afeganistão


Afeganistão

França começa retirada do Afeganistão

Num ato simbólico, a bandeira francesa foi arreada do mastro onde está agora a bandeira afegã, na região de Sorubi.

O exército francês começou a retirada do Afeganistão, prometida pelo presidente François Hollande, com a saída dos 600 soldados estacionados nesta base.

Deles, metade vai ficar noutras regiões do Afeganistão e os outros 300 vão regressar a França.

A França tem cerca de 3000 soldados estacionados no Afeganistão, estacionados sobretudo na região de Kapisa. A retirada completa vai acontecer até ao fim de 2013.

“Começou a transferência de responsabilidades. As capacidades da polícia e do exército afegãos cresceram muito. São agora capazes de garantir a segurança nas regiões de Kapisa e Sorubi”, diz o General Eric Hauteclocque Raysz, comandante da Brigada Lafayette.

A França deixa o Afeganistão com um balanço trágico. 87 soldados foram mortos desde o início das operações, em 2001.

O Chefe do Estado-Maior do Exército francês, o General Bertrand Ract-Madoux, diz que teme um aumento dos ataques contra as tropas francesas, nomeadamente atentados suicidas, agora que o exército está mais enfraquecido por causa da retirada.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Abdul-Nour: "situação humanitária em Alepo é catastrófica"