Skip to main content

Guerra civil síria na capital industrial do país
| Partilhe este artigo
|

Já se tornou evidente que o destino da Síria e da queda do regime de Assad estão ligados à cidade de Aleppo, capital industrial da Síria. Nas ruas, luta-se pelo objetivo final.

Localizada no norte da Síria, na fronteira com a Turquia, Aleppo sempre foi uma praça financeira e industrial muito importante, com mais de 2 milhões e meio de habitantes, é de grande importância estratégica.

Para os legalistas, perder o controlo de Aleppo significa perder o poder, para os insurgentes significa o fim do regime.

“Aleppo é uma cidade muito importante, explica um professor universitário de Damasco. É o centro económico da Síria, e permite o acesso à Turquia no norte. Se os rebeldes tomarem posse, podem facilmente aceder aos fornecimentos de armas a partir de Ancara “.

Durante dias, as ruas foram centro de violentos combates, os mortos são contados às dezenas, a situação está no limite, milhares de civis estão em fuga, dezenas de casas destruídas pelos bombardeamentos do exército de Al Assad. A água potável, os alimentos e os medicamentos tornaram-se escassos e são distribuidos pelas milícias da oposição.

“A vida está a ficar insuportável aqui, os soldados disparam sobre as pessoas, e perdemos quase tudo.”

“Não temos pão para mais de uma semana, juro. Não temos comida para dar aos nossos filhos.”

Aleppo é a face visível da guerra civil na síria. Para o governo de Damasco, a derrota do presidente Assad será um golpe, até do ponto de vista estratégico. Allepo é a sede do capital e nenhuma das partes hesita em investir o que for preciso nesta “mae de todas as batalhas”. A ordem é resistir.
Para a população é que não há garantias de vida.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
| Partilhe este artigo
|

Login
Por favor, introduza os seus dados de login