Última hora

Última hora

Rússia: Alexei Navalny sob prisão domiciliária

Em leitura:

Rússia: Alexei Navalny sob prisão domiciliária

Tamanho do texto Aa Aa

Alexei Navalny, um dos líderes da oposição russa mais determinados a contestar Vladimir Putin, foi acusado esta terça-feira de abuso de confiança e desvio de bens.

O acusado ficou sujeito a prisão domiciliária e incorre numa pena que pode ir até aos 10 anos de prisão.

Navalny classificou a acusação de absurda e à saída do tribunal falou ainda da prisão das Pussy Riot.

“O que está a acontecer no tribunal não tem nada a ver com a lei. O que fizeram não tem grande relevância. Cometeram um ato de vandalismo
sem importância e não deviam ter sido presas por isso. Estamos a assistir a algo de medieval, é como a lenda de Thyl Ulenspiegel, sem a bota espanhola, mas tudo o resto está lá”, disse Navalny.

As três jovens da banda punk Pussy Riot voltaram hoje ao tribunal para o segundo dia do julgamento em que são acusadas de vandalismo.

Apesar de lamentarem ter sido ofensivas quando tocaram uma música contra o Presidente russo na catedral ortodoxa de Moscovo, perante o tribunal declararam-se inocentes de todas as acusações.

As acusadas incorrem numa pena que pode chegar aos sete anos de cadeia.

No inicio do mês de julho, as autoridades judiciais ordenaram a prisão preventiva das Pussy Riot que se pode prolongar até janeiro de 2013.