Última hora

Última hora

Síria: massacre em Damasco e violentos combates em Aleppo

Em leitura:

Síria: massacre em Damasco e violentos combates em Aleppo

Tamanho do texto Aa Aa

As forças do regime sírio mataram pelo menos 35 pessoas num ataque contra um subúrbio do sudoeste da capital, Damasco.

A informação chega de militantes da oposição e residentes do bairro de Jdeidet Artouz, que afirmam quase todas as vítimas são civis, mortos em execuções sumárias.

Uma testemunha indicou que os soldados responsáveis pelo ataque pertencem à quarta divisão, comandada pelo irmão do presidente Bashar Al-Assad. Um habitante de Jdeidet Artouz fez mesmo referência a meia centena de mortos.

A segunda cidade do país, Aleppo, voltou a ser ontem palco de violentos combates entre o Exército, apoiado por combatentes tribais, e os rebeldes.

Citando a missão de observadores da ONU na Síria, o porta-voz das Nações Unidas Martin Nesirsky, afirmou que os insurgentes também estão a usar armamento pesado na batalha por Aleppo, o “pulmão” económico do país, considerado “crucial” para o desenrolar do conflito.

O departamento de Estado norte-americano anunciou o desbloqueio de 25 milhões de dólares para assistir os rebeldes, embora tenha especificado que a ajuda se limita a material “não letal”.