Última hora

Última hora

Londres 2012: Primeiro dia sim de Portugal, Phelps de outro planeta

Em leitura:

Londres 2012: Primeiro dia sim de Portugal, Phelps de outro planeta

Tamanho do texto Aa Aa

O sexto dia dos Jogos Olímpicos começou bem para Portugal. As três medalhas de ouro da Grã-Bretanha, a ginástica norte-americana e as proezas de Phelps na piscina foram os grandes destaques do dia, mas para Portugal a notícia mais importante esta quinta-feira é o apuramento para a primeira final olímpica.

Pedro Fraga e Nuno Mendes tiveram uma performance que deixou tudo e todos de boca aberta e com muitas esperanças para uma medalha na final.

A dupla de remadores Porto conseguiu o apuramento para a final na categoria de double scull ligeiros. Fraga e Mendes exibiram uma grande forma física e tiveram uma excelente prestação sobretudo na reta final do circuito que lhes permitiu alcançar o terceiro lugar

O treinador Mark Emke disse acreditar na medalha olímpica para os portugueses no próximo Sábado. As expectativas são muito altas, mas ainda assim, o pior que Fraga e Mendes podem conseguir é um sexto lugar, que seria até agora a melhor classificação de Portugal.

Os velejadores portugueses Bernardo Freitas e Francisco Andrade também estiveram em destaque esta quinta-feira ao terminarem a regata no quinto lugar. A dupla ascendeu ao quarto lugar da classe 49er.

Depois vieram as más notícias, Portugal despediu-se do centro aquático de Londres com um dececionante 32º posto de Simão Morgado nos 100m mariposa. O nadador de Lisboa falhou o apuramento para as meias-finais deixando a natação nacional de fora de qualquer meia-final.

Os Estados Unidos já não podem dizer o mesmo. Só na natação os norte-americanos já ganharam 30 medalhas, com destaque para as prestações de Ryan Lochte e Michael Phelps.

Esta quinta-feira, o nadador de Baltimore voltou a ser o grande protagonista ao vencer a final dos 200m estilos. O norte-americano dominou a prova à frente do compatriota Lochte e do húngaro Laszlo. Foi a quarta medalha de Phelps em Londres e a vigésima da carreira olímpica.

Depois foi a vez de Tyler Clary aumentar a contagem de ouros. O americano venceu os 200m costas, relegando Lochte para o terceiro lugar do pódio. O japonês Irie foi medalha de prata.

Também as nadadoras norte-americanas estão em grande forma. Esta quinta-feira, Rebecca Soni com uma prestação fantástica concluiu os 200m bruços em 2“19’59, novo recorde do mundo.

A holandesa Kromowidjojo confirmou o favoritismo nos 100m estilo livre. A nadadora impôs um novo recorde olímpico de 53’.

Esta sexta-feira, entra em cena a prova mais aguardada da natação mundial: os 50m estilo livre masculino, com dois protagonistas brasileiros. César Cielo o grande recordista mundial e olímpico da categoria e Bruno Fratus, primeiro classificado da segunda meia-final, vão disputar a medalha para o homem mais rápido do mundo dentro de água.

Na ginástica artística, os Estados Unidos voltaram a dominar e a revalidar o estatuto na ginástica individual. Na competição feminina, as norte-americanas tinham vindo a perder para China e Rússia, mas em Londres a história mudou.

Depois de contribuir para a vitória norte-americana por equipas, Gabrielle Douglas venceu a competição de ginástica artística individual. A ginasta de apenas 17 anos é a primeira mulher de cor a conquistar o título individual. As medalhas de prata e bronze foram para as russas: Victoria Komova e Aliya Mustafina respetivamente.

No sexto dia olímpico, a Grã-Bretanha também voltou a sorrir com mais três medalhas de ouro. O trio de ciclistas triunfou na prova de sprint por equipas. Os britânicos Tim Baillie e Etienne Stott venceram a disputa sobre canoa (C2) na prova slalom e o atirador Peter Robert Russell conquistou o terceiro ouro do dia na prova de fosso duplo.