Última hora

Última hora

Rússia: Magnata diz-se vítima de perseguição e retira negócios do país

Em leitura:

Rússia: Magnata diz-se vítima de perseguição e retira negócios do país

Tamanho do texto Aa Aa

O multimilionário russo, Alexander Lebedev, afirmou, esta quinta-feira, que está a ser vítima de perseguição política e que teme ser detido.

O magnata russo acredita que desde que Vladimir Putin voltou à presidência, o país está à beira de uma onde de repressão política.

O multimilionário prepara-se, por isso, para vender todos os bens que detém na Rússia. Uma operação que teme não ter tempo para concluir.

“Já não tenho muito tempo. Nunca percebi o que é que eu fiz de mal. Sim, estava a financiar um jornal que eles consideram oposicionista”, afirma o magnata.

Alexander Lebedev detém dois jornais britânicos, o “The Independent” e o “London’s Evening Standard”, além de participações em vários bancos. A revista Forbes avaliou a fortuna do magnata russo em 1,1 mil milhões de dólares.

As declarações de Lebedev acontecem um dia depois de Alexey Navalny, crítico do presidente Vladimir Putin, ter sido indiciado por abuso de confiança e desvio de bens.