Última hora

Última hora

Putin pede condescendência para Pussy Riot

Em leitura:

Putin pede condescendência para Pussy Riot

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente Russo pediu condescendência para as três mulheres da banda punk Pussy Riot. Vladimir

Vladimir Putin, em Londres para assistir aos Jogos Olímpicos, considerou que as jovens que estão a ser julgadas por terem criticado o regime, não devem ser julgadas com severidade.

“Penso que se as meninas fossem a Israel, se profanassem qualquer coisa em Israel. Lá existem homens muito fortes e não seria fácil, para elas, sair de lá. Se elas tivessem ido para o Cáucaso e profanassem um local muçulmano, nem sequer teríamos tempo de as proteger. No entanto, não creio que elas devam ser julgadas muito severamente, por isso, mas cabe ao tribunal tomar a decisão final”, sublinha Putin.

O líder da oposição, Alexei Navalny reagiu, afirmando que Putin apenas pediu condescendência porque se encontrava no estrangeiro.

“O que é que poderia ele dizer quando está em marcha uma campanha gigante de apoio às Pussy Riot, de estrelas ocidentais. Ele disse isso em Londres para não enfurecer o público e assim não levar com um tomate na cara. O que mais poderia dizer? “, questiona Navalny.

Esta sexta-feira o tribunal rejeitou ouvir 14 das 17 testemunhas apresentadas pela defesa, onde se incluía Alexei Navalny.

A Amnistia Internacional lançou uma campanha de apoio à libertação das três jovens do grupo Pussy Riot.