Última hora

Última hora

Banco de Inglaterra baixa previsões de crescimento

Em leitura:

Banco de Inglaterra baixa previsões de crescimento

Tamanho do texto Aa Aa

A economia britânica sofre mais do que previsto. A constatação foi feita pelo Banco de Inglaterra, que reviu em baixa as previsões de crescimento. A instituição prevê um crescimento quase nulo este ano e de dois por cento nos próximos dois anos, contra 2,7% em maio.

Tendo em conta a crise na zona euro, a contração do crédito e as medidas de austeridade do governo Cameron, o Banco de Inglaterra pede paciência. O governador Mervyng King defendeu: “Ao contrário das Olimpíadas, que nos têm emocionado, a nossa economia ainda não recuperou a forma. Mas está a aquecer lentamente. Muitas das condições necessárias à retoma estão implementadas e o comité de Política monetária vai continuar a fazer o necessário para incentivar a retoma”.

Apesar da economia britânica se ter afundado um pouco mais na recessão, no segundo trimestre, o Banco de Inglaterra não vê necessidade de uma ação urgente. Mas se for necessário, prefere a flexibilização monetária ao corte das taxas de juro.

A instituição reviu em baixa as previsões para a inflação e no mês passado reforçou o programa de compra de dívida, prevendo injetar 50 mil milhões de libras na economia até novembro.