Última hora

Última hora

Guerra: Rússia celebra na Ossétia e Geórgia lembra os mortos

Em leitura:

Guerra: Rússia celebra na Ossétia e Geórgia lembra os mortos

Tamanho do texto Aa Aa

Dimitri Medvedev foi recebido esta quarta-feira pelo presidente da Ossétia do sul, Leónid Tibilov.
A visita do primeiro-ministro russo a Tskhinvali, capital daquela republica separatista, teve por objetivo as comemorações dos 4 anos sobre a guerra com a Geórgia, que valeu à Ossétia do Sul a independência do domínio georgiano.

Medvedev, presidente à altura da guerra, foi o responsável pela ordem para o exército russo intervir no conflito. O que sucedeu de forma determinante, perante forte condenação da comunidade internacional, nomeadamente dos Estados Unidos.

A verdade é que a Ossétia do Sul conseguiu separar-se da Geórgia e é reconhecida pela Rússia como republica independente.

Lágrimas em Tbilisi
Ao mesmo tempo que Medvedev festejava na Ossétia do sul a vitória de há quatro anos, o presidente da Geórgia, Mikheil Saakashvili, participava na capital da sua republica num memorial aos soldados mortos nessa mesma guerra.

O líder georgiano, ao lado do Patriarca da Geórgia, confortou os familiares dos soldados que deram a vida em 2008 pela antiga republica soviética e depositou coroas de flores num memorial para as vítimas da guerra, em Tbilisi.

As cerimónias em honra das vítimas estenderam-se também a Gori, uma das cidades da Geórgia alvo de bombardeamentos nos cinco dias em que durou a guerra com a Rússia de agosto de 2008.