Última hora

Última hora

Presidente do Eurogrupo diz que saída da Grécia é "manejável"

Em leitura:

Presidente do Eurogrupo diz que saída da Grécia é "manejável"

Presidente do Eurogrupo diz que saída da Grécia é "manejável"
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Eurogrupo afirma que uma saída da Grécia da Zona Euro é “manejável”, embora não seja “desejável”.

A declaração de Jean-Claude Juncker, numa entrevista a uma televisão alemã, mostra uma mudança de posição do primeiro-ministro luxemburguês, que em Julho tinha descartado que a hipótese estivesse a ser equacionada.

Agora, o presidente do Eurogrupo diz que “nas condições atuais, uma saída é controlável, embora não seja uma ação desejável, porque se traduziria em sérios riscos, sobretudo para a população modesta da Grécia. Eu preocupo-me com o que se passa com essas pessoas”.

Juncker criticou vários ministros alemães que se mostram cada vez mais dispostos a virar as costas a Atenas.

Para a oposição germânica, a solução para a moeda única passa pela união fiscal.

O líder do partido social-democrata, Sigmar Gabriel, sublinha que se os governos europeus “não tiverem sucesso na obtenção de uma política fiscal e financeira comum, não seremos capazes de salvar o Euro”.

O SPD juntou-se às vozes que exigem mudanças na constituição alemã, ratificadas por referendo, para abrir a porta às euro-obrigações e a uma união fiscal europeia.