Última hora

Última hora

Dois ativistas espanhois presos por roubarem, para dar aos pobres

Em leitura:

Dois ativistas espanhois presos por roubarem, para dar aos pobres

Tamanho do texto Aa Aa

Dois ativistas de esquerda foram presos, na Andaluzia, Espanha, depois de terem retirado comida de dois supermercados, para distribuirem por famílias necessitadas.

Um dos detidos é José Manuel Sanchez Gordillo, alcaide da aldeia de Marinaleda.

É conhecido pelas suas ações radicais, como a ocupação de uma grande propriedade rural.

O outro envolvido é Francisco Molero:

“Recolher algum alimento e dá-lo a famílias que estão a passar tempos muito difíceis… se isso é roubo, então eu sou culpado”.

Sanchez Gordillo, membro da coligação Isquierda Unida, liderada pelo Partido Comunista, diz que ser preso, nestas circunstâncias, é uma honra:

“Se terminar na cadeia, porque mostrei a cara da crise… será uma honra para mim ir para a cadeia”.

Gordillo ocupa uma propriedade de 1200 hectares, há 17 dias, pedindo uma distribuição mais justa da terra, nesta região, do sul de Espanha.