Última hora

Última hora

Guerra civil na Síria sem fim à vista

Em leitura:

Guerra civil na Síria sem fim à vista

Tamanho do texto Aa Aa

Guerra civil na Síria sem fim à vista. As imagens que chegam de Aleppo mostram uma cidade destruída. São testemunho da violência dos combates dos últimos dias.

Fontes dos rebeldes dizem que as milícias resistiram à ofensiva do exército governamental que acabou por retirar de alguns bairros de uma das mais importantes cidadea da Síria.

Um habitante voltou ao local de onde fugiu:

“Tudo caiu sobre as nossas cabeças. Vim ver a minha casa, para ver se foi destruída ou não. Nada mais do que isso. Espero que tudo se acalme e que tudo volte ao normal e que o país volte ao normal”.

Os rebeldes parecem controlar algumas zonas, mantendo fogo, sobre os locais que podem ainda abrigar forças fieis a Bashar al-Assad.

Eles dizem que ainda há snipers ativos.

O momento é agora de fazer contas às baixas que se elevam a muitas dezenas, nas duas partes do conflito.

Esta quinta-feira, os rebeldes sepultaram algumas das vítimas dos ataques governamentais.

Entretanto, fontes diplomáticas dizem que Lakhdar Brahimi, um veterano da diplomacia argelina, será o sucessor de Kofi Annam que se demitiu das funções que tinha na mediação do conflito.

Brahimi é a escolha do secretário-geral das Nações Unidas e conta também com o apoio da Liga Árabe.

Mas em algumas chancelarias ainda permanece a esperança de que Kofi Annam volte atrás e retome o seu plano para acabar com a guerra, na Síria.

O Irão, o maior apoio regional de Bashar al-Assad está também a desenvolver esforços diplomáticos, de contorno indefinido.