Última hora

Última hora

Refugiados sírios procuram asilo na Europa

Em leitura:

Refugiados sírios procuram asilo na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

A descoberta de um barco de pesca repleto de refugiados da Síria, ao largo de Crotone, no sul de Itália, demonstra que o êxodo daquele país já não se limita ao contexto regional. Cerca de 40 crianças faziam parte de um grupo de 124 passageiros ilegais.

O Comissariado das Nações Unidas estima que, ao todo, mais de 130 mil pessoas já tenham abandonado o território sírio.

A Jordânia é um dos destinos que mais pessoas tem acolhido, quase 40 mil até agora. O fluxo não pára de aumentar, na medida do agravamento do conflito. De acordo com Andrew Harper, só num dia chegaram “616 refugiados, e os números estão a crescer. Apesar das condições extremamente duras, há cada vez mais sírios a atravessar a fronteira, rumo à segurança na Jordânia.”

Um dos refugiados conta que veio de uma localidade atingida por um ataque aéreo, que era também um alvo diário de mísseis e tanques.

A Turquia é o país que regista maior número de entradas, cerca de 47 mil, numa lista que inclui ainda o Líbano e o Iraque. As condições nos campos de acolhimento deterioraram-se rapidamente. Reino Unido, França, Arábia Saudita, entre outros países, têm enviado material médico diverso.