Última hora

Última hora

Tóquio e Seul de costas voltadas

Em leitura:

Tóquio e Seul de costas voltadas

Tamanho do texto Aa Aa

Tóquio contesta a visita do presidente da Coreia do Sul às ilhas no Mar do Japão e promete uma resposta firme.

O arquipélago vulcânico é reivindicado por Tóquio e Seul há várias décadas.

O Japão convocou, entretanto, o embaixador sul-coreano em Tóquio e vai chamar para consultas o representante em Seul.

Um porta-voz do governo nipónico criticou a visita e anunciou que a mesma vai ter um grande impacto nas relações bilaterais dos dois países

Esta é a primeira visita se um chefe de Estado sul-coreano ao arquipélago.

Em Seul a deslocação é encarada com naturalidade. Um homem considera que é natural que o chefe de Estado visite o arquipélago porque faz parte do território da Coreia do Sul e considera que qualquer interferência por parte de outros países deve ser encarada como uma violação do território. Outro admite que em termos diplomáticos esta visita possa trazer alguns problemas ao país.

A visita do Presidente sul-coreano às ilhas ocorre a poucos dias antes de se assinalar a rendição do Japão na II Guerra Mundial, que pôs fim a 35 anos de ocupação da Coreia.