Última hora

Última hora

A gafe de Romney na apresentação do número dois

Em leitura:

A gafe de Romney na apresentação do número dois

Tamanho do texto Aa Aa

Dois republicanos unidos pelo mesmo objetivo: a Casa Branca.

Mitt Romney escolheu Paul Rayan como candidato a vice-presidente nas eleições presidenciais norte-americanas de novembro.

A aparição do número dois de Romney ficou marcada por alguma confusão depois de ter sido apresentado como o próximo presidente dos Estados Unidos.

Uma gafe que o candidato republicano se apressou a esclarecer. Romey garante que não se enganou na escolha e explica porquê:

“Paul Ryan tornou-se o líder intelectual do partido Republicano. Compreende os desafios orçamentais que a América enfrenta: a explosão do déficite, a enorme dívida e a catástrofe que nos espera se não mudarmos de rumo.”

O atual líder da Comissão do Orçamento da Câmara dos Representantes é a aposta dos republicanos para contrariar a vantagem de Barack Obama nas sondagens.

“Todas as gerações norte-americanas deixaram aos filhos uma situação melhor. É esse o legado da América. Infelizmente, pela primeira vez na história estamos no caminho contrário” afirma Ryan.

O congressista de 42 anos é conhecido pelos ataques às políticas da administração democrata.

Na resposta, a equipa de campanha de Obama acusa Ryan de ter aprovado as políticas económicas de George W. Bush que arruinaram a economia.