Última hora

Última hora

Batalha diplomática na cimeira sobre a Síria

Em leitura:

Batalha diplomática na cimeira sobre a Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Novo episódio da batalha diplomática para resolver a crise síria. Esta terça-feira, dirigentes de 57 países encontram-se em Meca, na Arábia Saudita. O objetivo do rei saudita é mobilizar o mundo muçulmano a favor da revolta na Síria, mas o Irão fará questão de apoiar o regime de Bashar al-Assad.

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, vai estar presente e declarou esperar que “o encontro se realize num ambiente de empatia que permita aliviar ódios e inimizades.”

No terreno, os combates continuam e os rebeldes reclamam uma zona de exclusão aérea junto às fronteiras turca e jordana. Por sua vez, as Nações Unidas denunciam as atrocidades cometidas tanto pelo regime como pela oposição.

O chefe da missão da ONU na Síria, Babacar Gaye declarou: “É evidente que a violência está a aumentar em várias partes da Síria. O uso indiscriminado de artilharia pesada pelo Governo e os ataques da oposição em centros urbanos estão a infligir um pesado tributo a civis inocentes.”

Esta segunda-feira, um avião de caça do exército despenhou-se no leste do país. Os “media” oficiais falam em avaria, mas a oposição diz ter abatido o avião. Também a sede da televisão estatal, em Damasco, foi alvo de um ataque à bomba.