Última hora

Última hora

Obama critica política económica dos republicanos

Em leitura:

Obama critica política económica dos republicanos

Tamanho do texto Aa Aa

A campanha eleitoral nos Estados Unidos começa a aquecer. Barack Obama lançou, este domingo, as primeiras críticas contra o número dois dos republicanos. Paul Ryan, o candidato dos conservadores a vice-presidente, é considerado um peso pesado a nível económico e promete transformar o debate fiscal numa arma contra Obama.

Num comício em Chicago, o presidente declarou que os republicanos “já tentaram vender essa teoria antes e que não funcionou”. Obama defendeu que “não é um plano para reduzir o défice, nem para criar emprego, nem para ajudar a classe média, nem para fazer avançar a economia”.

Paul Ryan lidera a Comissão do Orçamento da Câmara de Representantes, desde 2011. É conhecido pela feroz oposição às políticas da administração Obama e defende uma doutrina de cortes nos programas sociais.

Ryan é um aliado de peso para Mitt Romney, o candidato à sucessão de Obama. Este fim de semana, o republicano convidou o presidente a “falar dos problemas sérios que a América enfrenta”, afirmando que “as pessoas estão a passar momentos difíceis”. Romney garantiu que “a América vai regressar ao que era se o país tiver uma nova liderança”.

Com a entrada em cena de Paul Ryan, a campanha deverá ganhar um novo rumo. Até agora, as críticas democratas centravam-se na fortuna de Mitt Romney. É altura de defender a política económica de Obama.