Última hora

Última hora

Inglaterra: bilhetes de comboio sobem 6,2 por cento em janeiro

Em leitura:

Inglaterra: bilhetes de comboio sobem 6,2 por cento em janeiro

Tamanho do texto Aa Aa

Andar de comboio em Inglaterra vai ficar mais caro.
A partir do próximo ano, os preços dos bilhetes vão aumentar em média cerca de seis por cento.

As ações de protesto já começaram. Na estação de Waterloo foram distribuídos panfletos para pedir uma revisão em baixa destes valores.

Uma iniciativa que se estendeu um pouco por todo o país até porque garantem os sindicatos do setor, se tratam de aumentos incomportáveis:

“Não conheço outro sistema no mundo onde sejam permitidos aumentos de três por cento superior à inflação. Se pedíssemos um aumento salarial idêntico diríamos que estamos a ser gananciosos” afirma Bob Crow secretário-geral do RMT.

As empresas de transporte ferroviário privadas recebem, anualmente, autorização para aumentar os preços calculados com base na taxa de inflação de julho à qual se junta uma quota, este ano de três por cento.

Aumentos justificados pelo governo com os 11,5 mil milhões de euros investidos para melhorar a rede ferroviária.

“Numa altura em que a pressão do défice se faz sentir no bolso dos contribuintes temos de pedir aos passageiros que contribuam para as melhorias que curso e que são importantes para reduzir o congestionamento ferroviário” refere a ministra dos Transportes, Theresa Villiers.

Mas a medida não é consensual dentro da própria coligação. A secretária dos Transportes britânica anunciou que se vai bater para que o executivo liderado por David Cameron reveja esta situação.