Última hora

Última hora

Mineiros sul-africanos estão em guerra

Em leitura:

Mineiros sul-africanos estão em guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Num país que tem 80 por cento das reservas mundiais de platina, os confrontos entre fações rivais de trabalhadores das minas sul-africanas ameaçam paralisar o setor.

No passado domingo, dois polícias e, pelo menos, cinco mineiros foram mortos quando as autoridades tentavam pôr cobro a um fim de semana turbulento, que iniciou com uma greve numa exploração da Lomnin, o terceiro maior produtor mundial de platina. O vice-presidente da empresa, Barnard Mokwena, afirma desconhecer os responsáveis pela violência, que não se terão apresentado como representantes dos mineiros e que não terão legitimidade formal.

Os confrontos eclodiram na mina de Marikana, uma centena de quilómetros a noroeste de Joanesburgo, alegadamente devido ao recrutamento de membros por parte de um novo sindicato de trabalhadores.