Última hora

Em leitura:

Passageiros e funcionários da WindJet furiosos


Itália

Passageiros e funcionários da WindJet furiosos

Está instalado caos no Aeroporto Internacional da Catania, na Sicília.

Os voos da companhia aérea WindJet foram cancelados depois de as conversações sobre uma possível venda da low cost à Alitalia terem falhado.

A companhia aérea nacional italiana vai disponibilizar voos suplementares para os passageiros afetados, mas vai cobrar uma taxa de 80 euros.

“Pagamos cerca de 400 euros pelos bilhetes para dois adultos e duas crianças. Agora temos de pagar mais 300 para chegar a Verona” refere uma mulher.

“A situação é dramática. Estou aqui há 24 horas e já devia ter regressado ao trabalho em Florença. As minhas férias estão a terminar e a situação é caótica” adianta um homem.

Apanhados desprevenidos em época de férias, milhares de passageiros dizem estar a viver um autêntico pesadelo.

O presidente da Câmara da Catania fala de um cenário de guerra:

“A situação no aeroporto da Catania é muito má.
Parece um cenário de guerra. Os passageiros estão furiosos e os funcionários da Windjet também.”

“Estamos disponíveis para continuar a trabalhar mesmo de graça para ajudar os passageiros” afirma um piloto.

Em risco estão, também, 800 postos de trabalho.
O futuro dos funcionários da low cost italiana é incerto. A situação poderá ficar definida, ainda hoje, durante a reunião agendada entre sindicatos do setor e elementos do governo.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Massacre de Oslo podia ter sido evitado