Última hora

Última hora

Especialistas da ONU dizem que regime sírio está a cometer crimes de guerra

Em leitura:

Especialistas da ONU dizem que regime sírio está a cometer crimes de guerra

Tamanho do texto Aa Aa

O governo sírio é responsável por crimes de guerra e contra a Humanidade, conclui o grupo de investigação criado pelas Nações Unidas na sequência do massacre de Houla. Nessa localidade, na província de Homs, os militares do regime fizeram 108 mortos, quase metade eram crianças.

Mas do outro lado da barricada também se cometem atrocidades. O mesmo relatório aborda as execuções sumárias perpetradas pelos rebeldes, como o lançamento de combatentes do regime do topo de um edifício, em Alepo, impondo uma lei arbitrária nos bastiões que controlam.

No entanto, os especialistas da ONU ressalvam que esta realidade não se compara, em “gravidade, frequência e dimensão”, com os atos levados a cabo pelo regime de Bashar al-Assad.

No próximo mês, as Nações Unidas vão receber uma lista de suspeitos por crimes que incluem homicídios, violações e torturas.