Última hora

Última hora

Síria: Concentra em Alepo a ofensiva contra os rebeldes

Em leitura:

Síria: Concentra em Alepo a ofensiva contra os rebeldes

Tamanho do texto Aa Aa

É em Alepo que se concentra a ofensiva do exército sírio contra os rebeldes. Os tiros e as explosões são ouvidos em várias áreas da cidade.

Em Damasco, a capital, prosseguem as buscas e as detenções de civis. Os soldados instalaram barreiras à entrada de diversos bairros com controlo de identidade dos civis e buscas nos veículos.

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos do Homem, o conflito já custou 23 mil vidas e o número de refugiados e pessoas a necessitarem de ajuda não pára de crescer.

A secretária geral adjunta da ONU para as questões humanitárias está na Síria.

“Temos uma situação de crise humanitária em crescendo. Há três meses pensávamos que tínhamos cerca de um milhão de pessoas a precisar de assistência. Agora somos obrigados a rever esse número para cerca de dois milhões e meio”, afirmou.

Valerie Amos tenta uma vez mais que o governo e os rebeldes respeitem as leis humanitárias internacionais. Todos os dias centenas de pessoas chegam aos campos de refugiados dos países vizinhos da Síria, sobretudo a Jordânia e a Turquia, que acolhem já mais de 200 mil pessoas.