Última hora

Última hora

Standard Chartered aceita pagar multa no caso iraniano

Em leitura:

Standard Chartered aceita pagar multa no caso iraniano

Tamanho do texto Aa Aa

As ações Standard Chartered estão em forte alta, graças ao acordo de última hora entre o banco britânico e os reguladores do setor do Estado de Nova Iorque no caso das transações com o Irão.

Horas antes de uma importante audiência, o Standard Chartered aceitou pagar uma multa de 340 milhões de dólares, o equivalente a 276 milhões de euros, evitando assim perder a licença bancária. O acordo prevê também que, durante dois anos, um perito independente controle transações na divisão nova-iorquina.

A ameaça de perder a licença, que pairava há uma semana, fez afundar as ações.

O banco britânico foi acusado de violar as sanções económicas impostas ao Irão, através de transações de milhares de milhões de dólares mantidas secretas durante anos.

Mas o acordo obtido não significa o fim dos problemas para o Standard Chartered nos Estados Unidos. De fora ficam as transações do banco com o Sudão e não impede acusações de outras agências norte-americanas, como as federais, em relação ao caso iraniano.